5.7.10

Há coisas que me dizem, me contam, ou me mostram pela primeira vez, que eu fico assim a modos que com cara de parva a olhar.

 

Então, tenho uma amiga que acredita em tudo e mais alguma coisa.

- Só corta o cabelo quando a lua está em quarto crescente [ou minguante, nunca sei], para crescer mais depressa;

- Toma aqueles magnésios e ginsengues, e no próprio dia já nota diferença;

- Acredita em todas aquelas coisas que as bruxas dizem;

- Acredita nas coisas do destino;

- Volta e meia anda com umas pedrinhas na carteira, porque dá sorte;

- Se partir um espelho, é um drama, ah e tal 7 anos de azar;

- Insensos e coisas que tais para afastar as más energias;

 

E podia continuar a lista, mas a última novidade dela, é um spray calmante. Diz que tem umas ervas embebidas em não sei quê, depois borrifa aquilo para debaixo da língua e acalma-a. Claro que a ela acalma logo. Tive curiosidade no sabor daquilo, então pronto, lá mandei duas borrifadelas para a boquinha. Claro está que não me acalmou nadinha, soube a uma mistura de álcool com ervas. Ora se aquilo fosse álcool puro, e se fosse mais que as duas doses, bem que acreditava que acalmasse, mas assim...

Aquilo é um frasquinho muito pequenino, à volta de 7ml e custa quase 10€, e ela ainda acredita naquilo.

 

Verdade seja dita, não sei se o 'problema' é ela acreditar demais, ou eu ser demasiado céptica, mas e o que me divirto com estas crenças. 

 

Entretanto vou ficar à espera da próxima novidade...

link do post Pra lá das 5, às 10:30  comentar

26.4.10

Google images

 

Ora, cheguei a uma brilhante conclusão [ainda este ano, e sozinha], soube quase tão bem como quando o Bell inventou o telefone [exagero]. Adiante...

No outro dia fiz um corte no dedo, não sei onde, nem porquê, só tenho uma vaga ideia do quando. Com a feridazeca no dedo, lavar a loiça é uma chatice, ora porque vai água, ora porque vai detergente, e como arde um bocadinho [e mariquinhas como eu sou] tive de arranjar uma solução para o problema. A que me veio logo às ideias foi a bela da luvinha de borracha. Acontece que as experiências anteriores não foram muito positivas, pratos a escorregar, copos a rachar, enfim...

 

Mas como não me ocorria nada melhor, lá fui eu comprá-las. No primeiro dia a coisa quase que corre mal, mas depois fui-lhe apanhando o jeito, e descobri, atenção esta parte é importante, que para além das mãos não ficarem secas da água e detergente, deixam-me as mãos bastantes macias. E voilá, agora mesmo sem corte, continuo a usá-las e acho que fazem maravilhas...

 

Ah outra coisinha, amanhã não pode ser fim de semana outra vez?? É que ainda não são 10h e eu já estou estafadíssima [oh coitadinha]...

 

link do post Pra lá das 5, às 09:38  ver comentários (2) comentar


 
mais sobre mim
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Leitura do momento
comentários recentes
Muito, muito obrigada :DBeijinho
Muito obrigada :DBeijinho
Muitos, muitos parabéns! :) Beijinho especial ♥
Muitos parabéns minha linda:) pelos dois motivos.T...
Obrigada, vou dando notícias, ainda que com pouca ...
links
blogs SAPO
Protected by Copyscape Duplicate Content Software