30.4.10

 

 

Há uns tempos que andava para experimentar esta receita, então ontem à noite armei-me em Nigella e eis que surgiu... bacalhau com broa. Não estava nada mau, até me safei bem, mas ainda assim, o que comi no festival de gastronomia de Santarém, num restaurante de Rio Maior continua imbatível.

 

Acho que vou continuar a tentar...

link do post Pra lá das 5, às 10:16  ver comentários (6) comentar

29.4.10

Imagem daqui

 

 

Há coisas que não percebo, porque nunca percebi e cheira-me que nunca irei perceber...

 

Ora hoje, à entrada da faculdade estavam dois senhores todos enfatados, com umas caixas de cartão ao lado. Enquanto me aproximava apercebi-me que estavam a dar qualquer coisa às pessoas que iam entrando. E eis o que era... uma bíblia. Escusado será dizer que era do Jeová. Lá aceitei a 'oferta de Deus' dada pelos homens, sabendo que o destino seria, na melhor das hipóteses, o ecoponto azul.

Tinha o velho testamento, o novo, o evangelho segundo todos os santos, e no fim, tinha provérbios [quando vi os provérbios, ainda pensei que tivesse adiante duas ou três páginas de sudoku]. A coisa não estava mal se a oferta se resumisse a uma amostra singular, acontece que, quando saíamos e voltávamos a entrar, repetiam a oferta. A tipografia deve ter feito um qualquer desconto, ou então estavam em liquidação total.

 

Antes do almoço já tinha quatro, não é fantástico?! Um para ter na mala, outro no carro, outro em casa, e o outro ainda tenho que pensar no seu destino, mas provavelmente vou oferecer a alguém no próximo aniversário.

 

Agora ligeiramente mais a sério... Toda a minha vida fui católica praticante [como se costuma dizer] até há uns tempo atrás, tenho a catequese toda e coiso e tal. Também vezes sem conta já me bateram à porta a apregoar a palavra de jeová. Não tenho nada contra a outras religiões, pelo contrário, acho que essa diversidade é boa, temos mais opções de escolha blá blá blá. Também não deixa de ser verdade que normalmente a religião é uma coisa de família, se me 'ensinaram' a ir à Igreja católica, não seria muito provável que tempos mais tarde me convertesse ao jeová. Mas, é a única religião que conheço que anda de porta em porta a maçar as pessoas, que muitas vezes não são as mais bem educadas [a meu ver, também por saturação].

 

Judaísmo, anglicana, budismo, e sei lá quantas mais... deixam as portinhas das suas igrejas, templos e coisas que tais abertas, quem quer entrar, entra, quem quer rezar, reza... mas tudo dentro da vontade de cada um. Terão eles assim tanta necessidade de importunar as pessoas? É porque entre eles e aquelas criaturas que andam às portas a vender aspiradores, e peças de prata do tempo da maria cachucha, venha o diabo e escolha. 

 

Tenho todo o respeito pelas opções de cada um, mas andarem a chatear-me a cabeça e fazer perder tempo, não obrigada, já estou servida. 

  

link do post Pra lá das 5, às 20:22  ver comentários (4) comentar

28.4.10

Bem, isto do dia só ter 24 horas às vezes é uma chatice, e das grandes. O tempo tem sido reduzidíssimo para as coisas habituais, como dormir, comer decentemente, ir correr, alimentar o vício blogosférico, entre outras coisas menos relevantes que agora não me lembro.

 

Mas é bom pensar que a vida não é so chatices. Há cerca de uma hora tive licença para "24h de liberdade", [entenda-se] menos stressantes.

 

O que é uma chatice é que hoje começa a Ovibeja, a maior e melhor feira [a meu ver, claro] do Alentejo, e como eu não gosto nadinha de festarolas e afins, lá terei que ir ver as vacas, e restante bicharada, e claramente não menos importante, a vasta gastronomia de todo o país que terei de degustar. Entre outros, os ovos moles de Aveiro não me vão escapar não...

 

Este ano o lema da Ovi é "Todo o Alentejo deste mundo", acho-o engraçado, o do ano passado também era qualquer coisa deste género, mas isto da memória já não é a mesma coisa...

 

 

.

link do post Pra lá das 5, às 17:53  ver comentários (4) comentar

26.4.10

Google images

 

Ora, cheguei a uma brilhante conclusão [ainda este ano, e sozinha], soube quase tão bem como quando o Bell inventou o telefone [exagero]. Adiante...

No outro dia fiz um corte no dedo, não sei onde, nem porquê, só tenho uma vaga ideia do quando. Com a feridazeca no dedo, lavar a loiça é uma chatice, ora porque vai água, ora porque vai detergente, e como arde um bocadinho [e mariquinhas como eu sou] tive de arranjar uma solução para o problema. A que me veio logo às ideias foi a bela da luvinha de borracha. Acontece que as experiências anteriores não foram muito positivas, pratos a escorregar, copos a rachar, enfim...

 

Mas como não me ocorria nada melhor, lá fui eu comprá-las. No primeiro dia a coisa quase que corre mal, mas depois fui-lhe apanhando o jeito, e descobri, atenção esta parte é importante, que para além das mãos não ficarem secas da água e detergente, deixam-me as mãos bastantes macias. E voilá, agora mesmo sem corte, continuo a usá-las e acho que fazem maravilhas...

 

Ah outra coisinha, amanhã não pode ser fim de semana outra vez?? É que ainda não são 10h e eu já estou estafadíssima [oh coitadinha]...

 

link do post Pra lá das 5, às 09:38  ver comentários (2) comentar

24.4.10

 

Ainda pensei escrever aqui uma data de coisas, um texto enorme, a dizer nada e tanta coisa, mas depois pensei "Se vou escrever aqui tudo, depois o que lhe escrevo na fita??"

 

Então como a criatividade não anda por aqui aos pontapés, desejo-te simplesmente muitos anos pela frente para poderes envelhecer e as rugas e todas essas coisas que já sabes...

 

Ah e desculpa não ser surpresa, mas acho que te vou oferecer uns óculos iguais aos da foto...

tags: ,
link do post Pra lá das 5, às 20:17  ver comentários (3) comentar

23.4.10

Google images

 

Nem tudo que o Chakall diz é verdade!!!

 

Pois é, no outro dia, se não me engano naquele festival do peixe que houve em Lisboa, apareceu o chef a revelar um truque que eu achei fantástico...

Se colocássemos um golinho de água na boca, nao chorávamos com a cebola.

 

Eu não sou de lágrima fácil, mas com a bela da cebolinha choro por todos os dias do ano e mais alguns...

Ontem à noite quando estava a preparar o manjar lembrei-me da dica, fui experimentar, fiquei deveras triste e desiludida porque tinha o Sr Chakall como uma pessoa séria, agora andar a dizer coisas que não são bem verdade fica mal, pois claro.

 

Os meus olhos ficaram de tal forma, que nem com a boca cheia de água até mais não, me livrei...

Tenho que experimentar encher a boca de vinho, a ver se resulta. 

link do post Pra lá das 5, às 13:07  ver comentários (6) comentar

22.4.10

Imagem daqui

 

Tenha cá para mim que a despistagem ao querido Alzheimer está para breve...

 

Ora preparo-me para fazer a cama, dobro o pijama e apanho a almofada, quando dou por mim estou na WC com aquilo tudo, quando era para estar no armário. É que por mais distraída que seja [e que não é pouco], parece-me demasiado para ser só uma distracção. E esta não foi, de todo, a primeira vez que algo semelhante acontece...

 

Qualquer dia levo a almofada para a rua como se fosse passear o cão, ou vou lavar a loiça para a sala...

 

I'm confused...

link do post Pra lá das 5, às 11:06  ver comentários (4) comentar

21.4.10

Imagem daqui

 

Que agora vivemos num país tropical, já não é novidade para ninguém, no entanto ainda não me habituei à coisa.

Hoje durante todo o dia não choveu, é certo que o sol não foi do mais saudoso, mas não se estava mal.

Ora então, assim de repente, começa uma chuvada, acompanhada dos respectivos flashes, que até meteu medo...

 

Assim, em 20 minutos, a água subia os passeios, nas descidas, aquilo parecia um escorrega aquático, depois, espertíssima das ideias meti-me numa recta, escusado será dizer que a água quase me entra pelo vidro do carro, estava a ver que o motor ia fazer uma pausa para descansar, as tampas dos esgotos eram repuxos, enfim... um verdadeiro espectáculo. Nem o chapéu de velha para a chuva, o casaco fechado até acima me livraram de chegar integralmente molhada a casa, os horrores.

 

Depois a falta de luz foi só a cereja no topo do bolo, fantástico...

tags: ,
link do post Pra lá das 5, às 22:51  ver comentários (1) comentar

20.4.10

 

 

Pode parecer estranho, porque supostamente o stress por si só deveria dar-me cabo da mioleira, não dos pulmões. Mas a analogia é simples, ora eu habitualmente ao fim da tarde vou correr [faz bem ao corpo e à alma], acontece que como não há tempo para quase nada, e a corridinha e tempo circundante levam cerca de uma hora e meia, not possible. Então como não vou correr o stress vai pró tabaco, também não vou dizer que 'como' cigarros, mas estas últimas semanas têm sido jeitosas, enfim...

Ah, mas não sou fumadora fumadora, é só assim de vez em quando, esporádicamente, mas agora...

 

Acho que vou começar a rezar para que regresse a bonança, pode ser que ajude...

 

 

tags: ,
link do post Pra lá das 5, às 12:15  comentar

link do post Pra lá das 5, às 10:00  comentar

19.4.10

 

Depois de meia hora de conversa sobre os mais diversos temas de cultura nacional e internacional, a I. manda-me um mms com a pochete que possivelmente irá levar à sua gala...

 

I.- mas sabes, não tou assim muito convencida... É muito à senhora e eu queria algo mais juvenil...

Je - mas se queres algo juvenil, compra uma da Hanna Montana...

...

I. - e tu podes levar uma da Patty.

 

Achei boa ideia, vou tratar de arranjar a minha...

link do post Pra lá das 5, às 12:28  ver comentários (2) comentar

 

Pancada 7: Ver o portal do instituto de meteorologia todos as noites.

 

Pois é, todas as noites é sagrada a consulta do tempo para o dia seguinte... gosto sempre de saber para conciliar com a roupita, a modos de não passar frio nem calor, nem sentir falta do chapéu de chuva...

 

No entanto nem todas as previsões estão certas, às vezes lá nos fazem umas raspeiras.

link do post Pra lá das 5, às 10:13  ver comentários (4) comentar

16.4.10

"Há falsidades disfarçadas que simulam tão bem a verdade que seria erro pensar que nunca seremos enganados por elas"

 

[François La Rochefoucauld]

tags:
link do post Pra lá das 5, às 10:10  ver comentários (2) comentar

15.4.10

 

Pancada 6: usar um perfume por mês.

 

Não é que gaste o frasco todo num único mês, isso era abusar... mas durante um mês uso o mesmo perfume.

Por exemplo, há pessoas que conhecemos pelo fragância que usam, ou cujo cheiro nos faz lembrar determinada criatura.

Ora, como não tenho só um de eleição e na tentativa de o 'prender' a mim faço esta coisa um pouco pró pateta, mas enfim...

 

Perfume de Abril: Euphoria da Calvin Klein [I love it].

link do post Pra lá das 5, às 12:26  ver comentários (2) comentar

 

Esta semana experimentei este geladinho. Desde que o vi o anúncio na televisão que fiquei bastante curiosa.

 

O aspecto exterior não é mau, mas também não é assim tão gold. Achei-o bastante semelhante ao magnum double caramel, mas menos enjoativo. É bom, ainda para mais porque tem caramelo, coisa que adoro. Na cremosidade é igual aos outros primos da família, não é muito grande e custa 1,50€.

 

O próximo vai ser o novo cornetto enigma, que segundo parece, também me vai cair cá nos gostos.

 

 

link do post Pra lá das 5, às 09:45  ver comentários (2) comentar

 
mais sobre mim
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

17

18

25
27


Leitura do momento
comentários recentes
Muito, muito obrigada :DBeijinho
Muito obrigada :DBeijinho
Muitos, muitos parabéns! :) Beijinho especial ♥
Muitos parabéns minha linda:) pelos dois motivos.T...
Obrigada, vou dando notícias, ainda que com pouca ...
links
subscrever feeds
blogs SAPO
Protected by Copyscape Duplicate Content Software