14.4.10

Ontem, estávamos a lanchar, e às tantas o colega P. lança uma perguntinha um pouco pertinente:

"Qual será o critério das pessoas para deixarem de falar?!"

 

Continuou, "No outro dia ia na rua, no outra lado iam duas raparigas que conhecia porque eram amigas de uma amiga minha, e tínhamos estado juntos em alguns jantares e não sei quê. E elas antes falavam. Não é que passámos braço com braço e elas nem à merda me mandaram?!"

 

Fiquei a pensar, e o colega não deixa de ter uma certa razão. Há pessoas com as quais se tem uma relação, vá, cordial... e às tantas passamos por elas e nadinha de nada, nem 'Olá' nem 'Adeus'...

 

Sou um bocado radical nessas coisas. Passo uma vez, digo ou olá, ou bom dia [mais formal]passo outra e digo o mesmo, mas se não receber nenhuma resposta em troca, nunca mais digo nada, bem que a pessoa pode ir a gritar pela rua ou fazer adeus de longe ou o que bem lhe apetecer, mas não lhe dirijo nem um elevar de sobrancelha... pancadista diria... mas não gosto nadinha de fazer figura de "Pimbas, já ficaste mal", nisso [e noutras coisas] sou um bocado 'arrogantezinha'.

 

É certo que por vezes as pessoas podem não ver. Por mim falo, que sou bastante distraída e por vezes nem reparo, daí que até dê um desconto, mas também não estamos em saldos...

link do post Pra lá das 5, às 12:11  ver comentários (2) comentar

"O êxito é fácil de obter. O difícil é merecê-lo."

 

[Albert Camus]

tags:
link do post Pra lá das 5, às 09:25  comentar

13.4.10

 

Para variar, deitei-me tarde. Quando sei que não me restam muitas horas até o despertador tocar, desejo cair no sono depressa, e pelo tempo todo. Pois bem, esta noite foi o bom e o bonito, estava mesmo naquela fase do 'vai não vai' quando começo a ouvir um daqueles insectos irritantes, vulgo mosquito, perto de mim.

Ora como não acho gracinha nenhuma a ser picada e depois ter comichão e mais não sei quê, acendi a luz e tentei encontrá-lo para lhe tratar da saúde, antes que ele tratasse da minha.

Não o encontrei, que ele fugiu. Voltei a apagar a luz e tentar dormir, eis quando... ele regressa...

Às tantas andava eu a dançar em cima da cama para o apanhar, mas sem sucesso. Até tentei dormir de olhos abertos. Quando acordei [outra vez] já tinha duas picadas na mão. Bravíssimo. Viro-me para trás e está ele na parede, pensei para mim que ia sujar a parede, mas ao menos matáva-o.

 

Quando finalmente o matei, faltava sensivelmente meia hora para me levantar, e assim que olhei ao espelho tinha o olho direito inchado, super fechadinho, ainda pensei numa pála se bem que os óculos de sol também ajudaram. Se não o tivesse matado, enchia o quarto de insectisída. O verdadeiro problema, é que de manhã tive de tirar umas fotos inadiáveis. Calculo que tenham ficado giríssimas.

 

Na próxima vez besunto-me com repelente.

link do post Pra lá das 5, às 12:10  ver comentários (4) comentar

12.4.10

 

Hoje apetecia-me passar o cabelinho a ferro, que isto está indomável...

link do post Pra lá das 5, às 12:24  ver comentários (4) comentar

11.4.10

Ontem, estava eu lá no meio do negócio, quanto uma senhora já de idade se aproxima. Reparei que trazia um aparelho no ouvido, então:

 

Eu, quase a gritar - Bom dia, posso ajudá-la?

A senhora - pode minha querida, mas não fale tão alto. Oiço mal, mas tenho o aparelho ligado.

 

 

Escusado será dizer que fiquei assim pra morrer...

link do post Pra lá das 5, às 14:15  ver comentários (2) comentar

9.4.10

Imagem daqui

 

Hoje, durante 2 minutos vou sentar-me no chão e meditar. Já agora pensar que estou num qualquer sítio paradisíaco, a conduzir um Touareg e depois fico a apanhar sol numa praia de água aquecida...

 

 

[Depois bato com a cabeça e acordo]

link do post Pra lá das 5, às 12:20  comentar

"Não há coisa que mais nos engane do que o nosso juízo."

 

[Leonardo da Vinci]

link do post Pra lá das 5, às 09:51  ver comentários (2) comentar

8.4.10

 

 

Gostava tanto de estar assim, de braços cruzados e tal e não fazer nada, nadinha.

 

Acontece que já nem me lembro que tive de férias há menos de uma semana. Este mês de Abril vai ser a bombar... trabalhos trabalhinhos, projectos projectinhos. Sei que vai passar a correr, quando me aperceber já passou. Mas acho que a crise está exactamente aí, no passar... 

 

Ossos do ofícios.

link do post Pra lá das 5, às 12:26  ver comentários (2) comentar

 

 

link do post Pra lá das 5, às 09:20  comentar

7.4.10

 

 

Esta história tem como protagonista uma pessoa muito estranha, vulgo destrambelhada, daquelas que não joga com o baralho todo.

 

Então estava  meu grupo a fazer um trabalhinho, e a V. estava na mesa da frente com o seu respectivo grupo. Ela tem uma voz daquelas que podia estar no meio do estádio da luz e falar para a plateia, sem microfone. Ora às tantas ela vira-se para trás, a rir [três vezes pior que a Nelly Furtado] e:

V - meninas, vocês gostam de banana e de kiwi?

Nós - sim?!...

V - é que sabem, eu gosto muito de bananinha, só que se comer banana fico com os intestinos presos...

Nós - (...)

V- e se como só kiwi, isto é uma alegria que não dá pa prender... por isso tenho que comer sempre os dois, para não estar nem com diarreia nem com prisão de ventre.

 

Portanto, ela diz que o seu lema é "Banana + kiwi = trânsito regulado, sem estar no pára Vs arranca"

 

 

Fantástico... Típica conversa de merda.

 

link do post Pra lá das 5, às 21:14  ver comentários (2) comentar

6.4.10

 

 Muito sinceramente, e para começar este devaneio pelo início, acho que dormir é uma perda de tempo.

 

 

 

 Se não tivesse de dormir, e o sono não me invadisse:

 

  •   Não deixava o despertador a tocar meia hora [no mínimo] antes de me levantar;
  •  Não andava a parte inicial da manhã a bocejar;
  •  Não precisava de gastar tanta água no duche matinal, por me deixar dormir;
  •  Não tinha uma vontade quase incontrolável de dormir a sesta após o almoço;
  •  Também poderia poupar uns trocos em café, mas gastava na mesma porque adoro;
  •  Não adiava para amanhã o que poderia fazer hoje;
  •  Não deixava um livro após meia página;
  •  Não deixava a casa do avesso, porque me deixei dormir;

Bem, e acho que esta lista podia continuar até não sei onde. O reverso da moeda é que sem despertador, sou capaz de estar assim na boa umas 15 a 'descansar os olhos'. A quantidade de coisas que se podia fazer. À excepção dos dias em tenho de me levantar cedo, já nem me lembro a última vez que acordei antes das 10h e fui tomar o pequeno almoço numa boa. Uma grande chatice é o que é...

 

[Pensamento] Ah e tal amanhã vou levantar-me cedo para ir passear à praia.

[Realidade] Espera aí que já vais...

 

Não sei se é só comigo, mas normalmente antes de pôr o despertador para tocar, costumo contar as horas que se me reservam [entro em depré porque são sempre menos que as 8 recomendadas]. E já nem quero falar no "Quanto mais durmo, mais vontade tenho de dormir".  Qualquer dia, enquanto espero numa qualquer fila, deixo-me dormir em pé. Acho que um dia destes tenho de fazer uma terapia qualquer...

 

Até já desconfiei que fui algures picada pela famosa mosca de tse tse.

 

 

link do post Pra lá das 5, às 17:12  ver comentários (6) comentar

5.4.10

 

Hoje é o meu último dia de férias. Está [e esteve o dia todo]um sol encantador, um calorzinho aconchegante, daqueles que até se diz "Já começa a cheirar a verão". Se fosse mais cedo ainda ia à praia molhar os pés e andar um bocadinho. Ainda tenho de arrumar a roupita na malinha, para amanhã bem cedo me pôr à estrada.

Os meus desejos metereológicos são que pelos menos ao fim de semana, estejam dias brilhantes, nem peço mais nada...

 

Assim sendo, vou aproveitar uns raiozinhos de sol e beber um cafezinho de esplanada.

tags: , ,
link do post Pra lá das 5, às 18:24  ver comentários (5) comentar

3.4.10

Imagem daqui

 

Hoje, duas pessoas diferentes, em horas diferentes, reponderam da mesma maneira à mesma provocação, cá vai:

- Epah, cheiras a peixe...

- Era pior se cheirasse a cornos.

 

Passados uns minutos, igual.

Fiquei a pensar, Porque é que será que esta gente fica tão incomodada com estas coisinhas de carácácá?! Qual será o cheiro dos cornos [fiquei curiosa], mas tenho cá para mim que dever ser assim muito muito suavezinho, porque com certeza que parte deles nem lhes deve dar o cheiro das próprias armações.

 

Passados uns minutos aparece uma criatura reinventada dos anos 40 ou 50. Cabelinho aos modos do Elvis com pente, claro, calcinha de goma vincada à boca de sino, umas botas como se usava, com um bocado de tacão daquelas redondas à frente, e a bela da pochete debaixo do braço. Ah falta acrescentar que o homem não tinha mais que 40 anos.

 

Bem... histórias por hoje e pra já é só, provavelmente até ao fim do dia ainda serei brindada com mais umas visões estranhas de vida. De modos que é assim, restos de boa Pascoinha pra todos, com montes de amêndoas e muitos folares [os da minha avó estão divinais] e outras iguarias da época.

 

Enjoy...

 

 

Ah... outra pergunta existencial. Porque é que será que são os coelhos a dar os ovos de chocolate??

link do post Pra lá das 5, às 15:07  ver comentários (2) comentar

1.4.10

Imagem daqui

 

Então é assim, calhei eu ir arrumar umas coisas na estante e encontrei uma coisinha que cada vez que a leio chego a chorar de tanto rir.

E o que é?? Pois, o meu diário de criancinha.

Nunca fui muito de diários, por isso é que nem metade deste livrinho com cheiro a rosas estragadas e uma criatura na capa tipo 'Anita vai ao campo' está escrito. Pelas minhas contas tinha 7 anos, uma letra fantástica, e muito boa a Língua Portuguesa, com uma óptima ortografia e construção frásica de bradar aos céus, ora vejamos

 

"Eu hoje quando estava deitada a minha tia, o meu irmão e a minha avo fizeram barulho e acordei.

Depois a Maria Odete veio abescar a minha avó.

Aceguir veio Victor abescar a minha tia para irem a macro.

Depois eu o meu pai e o meu irmão fomos a praça conprare atum. 

A minha mão quando nós fomos a praça ele fui a trabalhare.

Depois eu o meu pai e o meu irmão viemos da praça fomos a casa levare o atum.

Depois fomos ao oquelista depois viemos para casa."

 

Há coisas fantásticas, não há?!

link do post Pra lá das 5, às 12:15  ver comentários (7) comentar

 
mais sobre mim
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

17

18

25
27


Leitura do momento
comentários recentes
Muito, muito obrigada :DBeijinho
Muito obrigada :DBeijinho
Muitos, muitos parabéns! :) Beijinho especial ♥
Muitos parabéns minha linda:) pelos dois motivos.T...
Obrigada, vou dando notícias, ainda que com pouca ...
links
subscrever feeds
blogs SAPO