31.5.10

 

Então é assim, aqui o blog vai estar de férias. Tem muito mais sorte que eu, porque não vou estar de descanso. Infelizmente.

São só uns diazitos, so... see you...

link do post Pra lá das 5, às 10:00  ver comentários (4) comentar

28.5.10

Então não é que fui presenteada com um selo por parte da Sorriso?? Ah pois é... agradeço desde já, fiquei bastante contente quando soube =D

 

 

Regras: 
* Ostentar orgulhosamente o selo, afirmando que o fazem porque são super especiais. Check!
 
* Confessar uma verdade que não tenham feito a ninguém, ou quase ninguém. Quanto mais escabrosa e mais pormenor tiver melhor! Check!

 


* Oferecer o selo a alguns blogs que achem dignos, isto é, que sejam verdadeiros. Que tenham carácter, profundidade de alma, capisce? Check!
 
 
Bem, agora vem a parte da verdade que nunca confessei a ninguém, ou quase ninguém, porque essa triste coisa foi feita por mim e por uma amiga.
Ora então, não sei precisar a idade, mas ainda andava na primária. Já tínhamos saído das aulas e estávamos no ATL, mas volta e meia e escapávamo-nos sem darem conta.
Queríamos ir comer Bollycaos, mas não tínhamos dinheiro. Então decidimos fazer umas rifas em papal reciclado, cortámos em rectângulos, agrafámos, fizemos o traço vertical no meio do papel, colocámos o número da rifa, depois pintámos uma borracha com caneta de filtro, e fazia de carimbo.
 
Estava quase perfeito. Depois fomos bater às portas,
"Olá boa tarde, olhe somos ali da escola primária, estamos a vender as rifas em que o prémio é um quando que a professora pintou [mentira], são 50 escudos cada uma"
Seguia-se a nossa melhor cara de anjinhos e pronto.
Ainda estou na dúvida se as pessoas acreditaram mesmo, ou se tiveram "pena" das criaturinhas pequenas, com cara de fome.
Mas o que é certo é que ganhámos uns trocos, e lá fomos comprar um bollycao e um Bongo daquelas frutas manhosas, para cada uma.
 
Mesmo passados estes anos todos, acho que se a minha mão soubesse que eu tinha feito aquilo, ficava de castigo...
 
 
Agora é a parte em que eu devia nomear blogues, mas por uma questão de preguicite de selecção, todos os que por aqui passam, sintam-se nomeados.
link do post Pra lá das 5, às 11:08  ver comentários (2) comentar

27.5.10

Agora antes de almoço, ia eu no meu caminho, a pé, e à minha frente iam 3 ciganos. Uma velha [70-80 anos], uma mais nova [50-60], e um puto [3-4]. A velha ia atrás com a bengala, que para mexer uma perna tinha de pedir licença à outra, a mais nova ia uns quatro metros adiante e o puto estava a armar-se em atleta de velocidade entre as duas.

 

Ora, a velha diz para o miúdo, "Não corras, olhas que tu cais..."

Portanto ainda ela não tinha acabado de lhe dar a sentença e já a criaturinha pequena estava a ver a pedras da calçada com uma proximidade que até me fez impressão...

 

Moral da história,

1º - o puto fartou-se de berrar

2º - eu fartei-me de rir

 

A velha avisou, o puto não foi em cantigas e pimbas...

link do post Pra lá das 5, às 14:23  ver comentários (2) comentar

Já tinha ouvido a música, mas isto com o video fica diferente. A versão tuga da coisa. Rui Unas e Diana Piedade.
link do post Pra lá das 5, às 10:22  comentar

26.5.10

Recebi por email esta coisa que me deixou sem palavras, ora então...

 

É por coisas destas que "os pobres" se babam nas bancas das revistas e "as pobres" fazem dietas malucas…   :)



 

 

link do post Pra lá das 5, às 10:56  ver comentários (8) comentar

25.5.10

Imagem daqui

 

Ao final da tarde gosto de ir correr, não vou todos os dias mas tento o mais possível. Costumo correr ao ar livre, e com as temperaturas mais elevadas, quem é que me faz companhia? Pois sim, os mosquitos e restantes insectos voadores que por ali andam nas suas vidas ocupadas.

 

Para além de trazer a blusa cheia de pontinhos pretos e de várias tentativas de me cegarem, há outro problema. Ora vai uma pessoa a correr, e não consegue respirar só pelo nariz, ou seja, boquinha aberta, o resultado é óbvio, engulo uma carrada de bicharocos que até faz impressão.

 

Moral da história, quando chego a casa, basta beber um golinho de água [para não ficar embaçada], uma peça de fruta e fico jantada. Não é fantástico?!

Acho que tenho de arranjar uma rede mosquiteira para tapar a boca, senão qualquer dia engasgo-me..

 

Só espero que sejam bem nutritivos porque com a quantidade que ando a ingerir...

link do post Pra lá das 5, às 13:47  ver comentários (2) comentar

"Para não fazeres ofensas

e teres dias felizes,

Não digas tudo o que pensas,

Mas pensa tudo o que dizes."

 

 

[António Aleixo]

link do post Pra lá das 5, às 10:04  comentar

24.5.10
tags: ,
link do post Pra lá das 5, às 15:01  comentar

 

Ontem à noite estava a fazer umas coisas no pc e tinha a televisão na sic, nos globos portanto. Achei aquilo tão pobrezinho, mas tão pobrezinho que nunca pensei. Não é que me lembre que tenha havido um ano estonteante mas este achei especialmente mau, ainda para mais quando tentam fazer qualquer coisinha parecida ao Óscares ou assins. Houve coisas que disseram que não tinha piadinha nenhuma, credo.

 

No entanto houve duas partes que gostei particularmente. As intervenções de Ana Bola e Maria Rueff ao jeito Vip Manicure. O que eu gostava de ver aquilo, mas só conheço mais uma pessoa que partilhava o gosto, o resto odiava. Quando a Rueff começa a dançar e a rebolar-se pelo chão... Oh céus... Acho que aquelas duas já mereciam um globo, excelentes profissionais sem dúvida.

A outra parte foi quando Artur Agostinho foi receber o globo de honra [aquilo tem um nome muito grande e não me lembro], acho que foi merecidíssimo.

 

Quanto ao globo parecia ser de chumbo porque toda a gente se queixava que era muito pesado... No próximo ano será melhor...

link do post Pra lá das 5, às 10:19  ver comentários (2) comentar

21.5.10

 

Google images

 

Oh meus queridos, meus amores, há quanto tempo que eu esperava por este momento, e quando menos esperava, txaran... Finalmente concretizou-se o desejo de viverem comigo, espero que por muito tempo...

Estavam tão tristinhos lá na montra, que resolvi dar-vos boleia, digamos que, por solidariedade. Agora vão ver muita luz, muita gente bonita e feia, vão ver o mar e muita areia, muitos quilómetros de estrada, muita cidade, muito de tudo...

 

Sejam muito bem vindos à vossa nova casa, já sabem, alguns dias vão sair comigo, e agora ao inicio não devem de andar ao trambolhão, mas depois é possível que vão para dentro da mala sem a caixa. Também não têm de se preocupar com limpezas, porque são efectuadas com alguma regularidade, não gosto cá de dedadas e porcarias.

Ah, também podem cair algumas vezes ao chão, mas nada de trágico, espero. Feitas as recomendações só vos posso desejar uma longa vida e portem-se bem...

 

link do post Pra lá das 5, às 14:59  ver comentários (4) comentar

20.5.10

Imagem daqui

 

Estava eu a folhear a Sábado, e estava um artigo que devido ao PEC vamos pagar mais pelas coisas blá blá blá... Lembrei-me de fazer a conta ao meu consumo de café por ano.

 

Bebendo, em média, 5 cafés por dia, dá por ano 1680 cafés, que multiplicando por 0,55€ [também valor médio] tenho a módica quantia de 924€.

 

CHOQUE, gasto 924€ por ano só em café??? Oh Lord... dava para fazer uma bela viagem [de bicicleta, mas dava].

 

A minha sorte é que gosto demasiado de café para fazer um corte nas despesas. Indispensável no dia-a-dia. Qualquer pretexto serve "um cafezinho?!"

 

Assim bem tirado, curtinho e sem açucar. Maravilhosos intervalos diários...

tags: ,
link do post Pra lá das 5, às 15:46  ver comentários (2) comentar

19.5.10

Imagem daqui

 

Ontem reparei numa coisa, que me fez pensar [para variar é daquelas coisas pertinentíssimas].

Dar carros de 6 mudanças aos velhos [entenda-se velhos nabos], é um desperdício. Isto porque a maior parte só utiliza a primeira e a marcha-atrás, sendo que esta última é muito perigosa, e quanto a mim não devia existir.

 

Eu sei que não sou nunhuma super piloto, e que faço com cada asneira de tirar qualquer criatura do sério. Mas os velhos?! Abusam, não digo que sejam todos, mas são cá um perigo rodoviário... Não respeitam Stop's, nem cedências de passagem, nem passadeiras, e não é por irem depressa, porque em primeira numa estrada de 50, aquilo ganha uma velocidade dos diabos, um caracol ganha-lhes. Acho giro quando eles passam por nós e fico a pensar "Ah, é agora que mete a segunda [pausa], não, é agora, ói ói, vá agora pá..." e nadinha. Tadito do motor. E já mais pensar em acenar a algum conhecido, é o suficiente para que o peão das passadeira seja colhido.

 

Depois a outra parte gira é quando alguém nos diz que o Sr. tal foi para o lar e meteu o carro à venda, 100 contos, carrinho de passeio ao domingo, poucos quilómetros, como novo e não sei quê... Esquece-se de dizer que a 2a, 3a, 4a e 5a mudanças são a estrear, e que o motor está pela hora da amargura.

 

Bem mas nem tudo é mau [de momento não me recordo é de pontos positivos].

 

link do post Pra lá das 5, às 10:12  ver comentários (7) comentar

18.5.10

Imagem daqui

 

 

Facilmente me habituava a esta vida, sim sim...

tags:
link do post Pra lá das 5, às 22:07  comentar

17.5.10

Google images

 

No sábado foi a queima das fitas.

Andamos dois anos a desejar aquilo, e quando se aproxima, é o que menos queremos. Acho que é simples. Quando entramos, é com o objectivo de sair, de acabar, pelo menos com a maior parte das pessoas é assim, mas entretanto quando estamos na recta final, queremos que o tempo passe mais devagar, e que o final demore. Para mim foi assim. É certo que ainda não acabou, mas falta muito pouco, too much.

 

Foi um dia que passou a correr, ainda estava um bocadinho alucinada da noite anterior. A minha madrinha disse que eu parecia possuída. Deu-me vontade de rir. Mas sei que se não estivesse assim ia chorar baba e ranho, porque se tivesse parado para pensar a conclusão iria ser a mais óbvia. Acabou. Com as pessoas, se foi uma amizade verdadeira que se criou, irá continuar, mas vai haver um afastamento, cada um segue a sua vida. As viagens de fim de semana vão acabar, o cafezinho no bar logo pela manhã, os almoços em mega grupo, a M. das fotocópias, a dona L. do laboratório, o porteiro. Todos os professores que tive desde o 1º ano até agora. Passou depressa, muito depressa, ainda ontem andei a bailar pelo país até resolver aterrar ali. As praxes, as jantaradas, as noitadas. Tudo e mais alguma coisa.

 

Ainda ontem a mami estava a dizer que o nosso curso parecia o mais unido de todos. Não pude senão concordar. E por isso acho que acaba na melhor parte, na melhor fase. Nem sempre nos demos todos bem, havia uma enorme rivalidade entre turmas, havia pessoas que nem pintadas as podia ver à frente. Entretanto misturaram-nos, e hoje é isto, dá gosto aos olhos.  É isto que me deixa orgulhosa por fazer parte deste magnifico grupo. Vou ter saudades pra lá da conta da minha gente e acho que o último jantar, lá para julho, vai ser difícil. Vamos lá ver como vai ser o futuro...

link do post Pra lá das 5, às 10:33  ver comentários (2) comentar

 
mais sobre mim
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16
22

23
29

30


Leitura do momento
comentários recentes
Muito, muito obrigada :DBeijinho
Muito obrigada :DBeijinho
Muitos, muitos parabéns! :) Beijinho especial ♥
Muitos parabéns minha linda:) pelos dois motivos.T...
Obrigada, vou dando notícias, ainda que com pouca ...
links
subscrever feeds
blogs SAPO
Protected by Copyscape Duplicate Content Software