13.3.12

Lá na terrinha, ao fim-de-semana, quando vou jantar à casa da vóvó, come-se comida portuguesa, nada cá de invenções, porque o tradicional é que é bom. Nos últimos tempos, aos sábados, toca-me a mim cozinhar para a famelga [coisa que até faço com bastante agrado], mas que em nada se assemelha ao que por lá se costuma comer. Quer o bacalhau com broa, quer o frango no forno com maçã, quer o risoto de cogumelos e camarão, não foram do inteiro agrado da vóvó, diz que "a fruta come-se depois do prato. Não é tudo misturado". Respeito.

 

Mas de quem acho que herdei esta pseudo 'nouvelle cuisine' foi da minha bisavó. No domingo fui-lhe dar o almoço. Então estava ela sentada à mesa enquanto eu preparava tudo. Desfiz as batatas, a cenoura, arranjei o bacalhau e misturei tudo, quando lhe ia colocar o prato na mesa eis que:

Bisa - Passa-me lá aquele compal de pêra e abre sff.

 

Abri e passei-lho

Ela deita o sumo todo no comer e faz uma espécie de papa

 

Eu - mas você vai comer isso assim?

Bisa - sim, é bom. Já provaste? Olha já agora tempera lá agora com vinagre e azeite e aquece um bocadinho.

 

Escusado será dizer que fiquei com cara de WTF. O que é certo é que ela comeu tudinho. Ela está muito à frente...

 

link do post Pra lá das 5, às 13:39  ver comentários (6) comentar

5.3.12

Estava um colega meu de mestrado a falar com a professora, sobre polvos [sim sim, polvos], e eu estava ali ao lado a fazer as minhas análises mas a ouvir a conversa, então...

Colega - (...) mas Dra. esses polvos são gigantes. É mesmo da espécie deles. Já tive oportunidade de os ver em San Diego...

Profª - Ah sim sim enormííííssimos, assustadores até. Já os vi em no zoo de San Diego e em Vancouver...

 

[eis que a minha pessoa mete o bedelho]

 

Eu - oh mas esses também há no Oceanário em Lisboa.

 

foi mesmo um comentário à pobre. Tenho que ir mais vezes ao estrangeiro, parece-me...

 

 

link do post Pra lá das 5, às 23:43  ver comentários (2) comentar

25.1.11

Esta manhã numa conversa interessante [leia-se de circunstância] sobre as eleições de domingo, a criatura falava:

 

- Já viu bem isto? Esta abstenção toda, como é possível tanta gente não ir votar, como se não se importassem com o país onde vivem.

Mas sabe, se os votos fossem pelo Facebook, aposto que não havia tanta abstenção...

 

Pronto, e estava eu a tentar ter uma postura séria mas, não consegui.

 

link do post Pra lá das 5, às 15:27  comentar

15.12.10

Adoro as conversas que tenho com a minha bisavó, é que ela é um bocado surda, e mesmo quando lhe falamos mais alto ela percebe as coisas ao contrário. Outras vezes é treta e ouve tudo à primeira.

 

Então ontem entrei lá em casa e afinei a garganta para começar com a gritaria:

 

Eu - Então tá boa, ou não quer dizer?!

Bisa - Hoje não quero dizer, mas tenho frio nas mãos.

Eu - A minha avó disse-me que não se estava a sentir muito bem hoje...

Bisa - Sim, a tua tia [avó, ela troca-se toda] antes de sair de casa mediu-me a atenção. Tava assim com a com a cabeça avariada.

Eu - Mas agora já não está avariada?

Bisa - Não. A tua irmã [a minha mãe] teve aqui à bocado.

Eu - Está bem, vou-lhe buscar o lanche.

Bisa - Eu não tenho muita fome.

 

É sempre o mesmo, nunca tem muita fome mas acaba por comer tudo. Se eu não a conhecesse... estas conversas com ela são o máximo e embora já com mais de 90 anos espero tê-la cá por mais anitos.

 

link do post Pra lá das 5, às 15:47  comentar

29.11.10

Há poucos dias comunicava eu por essa grande coisa tecnológica MSN com um colega de escola, que há imenso não vejo e também já não falávamos há uns tempinhos. A certa altura foi assim:

 

Ele - Então e já casaste?

Eu - (pausa para rir) Já já, e já tenho 3 filhos...

Ele - A sério?

Eu - Claro que não, ora pensa, já não falávamos há algum tempo, mas não o suficiente para não ter calhado em alguma das 'minhas gravidezes'. Então e tu?

Ele - Eu ainda não casei, mas tou muito feliz com uma nina...

 

Parou tudo!! Nina, isso é tão xunga. Oh L. não te fazia a falar assim, PADD [por amor de deus], é que isso ainda é pior que tratar por 'miga'. É que assim de repente Nina é o nome da cadela que o papi leva à caça, e também da gata da avó [que eu tenho pavor de medo]. Diz-me que não voltas a chamar a tua garina por nina [LOOL]. E já agora não te refiras a nenhuma rapariga com esse maravilhoso nome universal.

Vai dando notícias, sim?! Porta-te bem, beijinhos

link do post Pra lá das 5, às 19:33  ver comentários (4) comentar

5.10.10

... a bisavó.

 

Tenho que falar com ela quase aos berros, que a surdez assim o obriga, e depois há estas conversas tipo:

 

Bisa - A tua amiga, aquela lá de cima tá aonde?

Eu - Tá no vinho...

Bisa - Sim sim, o tininho ligou ontem à tua avó [pausa] disse que tava tudo bem.

 

 

E pronto alhos e bugalhos em menos de 30 segundos.

link do post Pra lá das 5, às 16:06  ver comentários (4) comentar

28.9.10

 

À segunda-feira, para fazer conversa de circunstância, melhor do que o tempo só mesmo o Ídolos, pega sempre, nem que seja pela 'palhaçada'.

 

Bem, mas como hoje já é terça, voltamos ao tempo. Está frio.

link do post Pra lá das 5, às 10:30  ver comentários (2) comentar

12.7.10

Depois de devidamente resolvida a situação do óleo, procedeu-se a uma ligeira limpeza e respectiva lavagem exterior.

Nesta altura do ano, o carro parece um cemitério de garrafas de água. Tinha 2 garrafas de 1,5L, 6 de 0,5L e 1 das pequenas, e todas elas armazenadas só numa semana. Adiante.

 

Enquanto esperava a minha vez para a lavagem de pressão, estava a observar uma criaturinha que lavava meticulosamente o seu carrinho novo. A mãe punha as moedas e ela andava de uma lado para o outro com a pistola na mão. Teve quase 5 minutos a lavar cada jante. Quando só faltava uma das jantes, a água parou [isto depois da velha ter posto umas 100 moedas]

 

Meticulosa: Outra vez?

Mãe: Sim, mas eu meto mais uma...

Meticulosa irritada: Que grande roubalheira, ladrões...

 

E rir, não?! Claro que me fartei de rir, aquilo mete-se a moeda, e é por tempo, e ela devia estar a pensar que era infinito, não?! Eu devia era ter-lhe pago para ela me lavar o vidro da frente, que com a quantidade de bicharocos que ali morrem, passando depois a um estado gorduroso, não é muito fácil de sair, ainda para mais que não tenho muita paciência para essas coisitas. Enfim

 

[Ah e meti um lençol no carro, como os velhos fazem, para as aves, tipo pardais e andorinhas não me cagarem o carro todo].

link do post Pra lá das 5, às 15:30  ver comentários (2) comentar

Ontem tirou-se um bocadinho da tarde para tratar do carro, isto é, lavá-lo, arrumá-lo por dentro, e pôr óleo.

Comecei pela última. O veículo anda a consumir mais óleo que água, e está prestes a concorrer com a quantidade de combustível que leva por semana. Tenho cá para mim, que ali qualquer coisa se passa. É que levar 1L de óleo de duas em duas semanas, [e na minha ignorância dessas mecânicas] não é normalito, independentemente de andar a gastar um depósito por semana.

 

Ora chego eu às bombas de gasolina, e mostro ao sr. o papelito da mudança de óleo, onde lá diz qual é o indicado, ou o que tenho que pôr, whatever... e então

Sr. gasolineiro: olhe desse tenho mineral, e semi-mineral...

Ignorante: ah bom, pois olhe não faço ideia...

Sr. gasolineiro: e depois tenho este que é mais espesso.

Ignorante [a não pescar nada da coisa]: interessante. Então e quais são os preços?

Sr. : este custa 30 e este 25...

Ignorante que sabia que havia mais barato: ah pois, olhe mas como eu não sei bem qual deles é, vou informar-me melhor e depois logo cá venho.

 

Txauzinho...

 

Depois fui ao hiper, onde sabia que havia só um tipo de óleo, e assunto resolvido, cheguei a casa, carrinho à sombra, abre-se o capô, tira-se a vareta e começa-se a verter o óleo lá para dentro.

O grande problema é que aquele buraquinho é muito pequenino e as garrafas nem sequer trazem funil, resultado, o óleo em em vez de entrar, vai para um outro sítio ali ao lado, ou seja, como o carro estava quente, aquilo começa a deitar fumo, mas mesmo muito, e a cheirar a óleo queimado pra lá da conta. Azelha diria eu...

 

 

 

link do post Pra lá das 5, às 10:34  ver comentários (4) comentar

7.6.10

Na semana passada, a S. fez anos, ora claro está que tirámos umas horinhas para irmos comemorar tal acontecimento. Ela lá pagou a rodada da praxe, e passados uns instantes ela vira-se e pergunta-me:

 

S: Oh M, tu falas durante a noite, né?!

Je: Sim, então porquê?

S: Ah, então assim falamos as duas...

 

Mas aquilo dito com uma naturalidade que só visto.

link do post Pra lá das 5, às 14:45  comentar

19.4.10

 

Depois de meia hora de conversa sobre os mais diversos temas de cultura nacional e internacional, a I. manda-me um mms com a pochete que possivelmente irá levar à sua gala...

 

I.- mas sabes, não tou assim muito convencida... É muito à senhora e eu queria algo mais juvenil...

Je - mas se queres algo juvenil, compra uma da Hanna Montana...

...

I. - e tu podes levar uma da Patty.

 

Achei boa ideia, vou tratar de arranjar a minha...

link do post Pra lá das 5, às 12:28  ver comentários (2) comentar

7.4.10

 

 

Esta história tem como protagonista uma pessoa muito estranha, vulgo destrambelhada, daquelas que não joga com o baralho todo.

 

Então estava  meu grupo a fazer um trabalhinho, e a V. estava na mesa da frente com o seu respectivo grupo. Ela tem uma voz daquelas que podia estar no meio do estádio da luz e falar para a plateia, sem microfone. Ora às tantas ela vira-se para trás, a rir [três vezes pior que a Nelly Furtado] e:

V - meninas, vocês gostam de banana e de kiwi?

Nós - sim?!...

V - é que sabem, eu gosto muito de bananinha, só que se comer banana fico com os intestinos presos...

Nós - (...)

V- e se como só kiwi, isto é uma alegria que não dá pa prender... por isso tenho que comer sempre os dois, para não estar nem com diarreia nem com prisão de ventre.

 

Portanto, ela diz que o seu lema é "Banana + kiwi = trânsito regulado, sem estar no pára Vs arranca"

 

 

Fantástico... Típica conversa de merda.

 

link do post Pra lá das 5, às 21:14  ver comentários (2) comentar

19.3.10

 

Gosto muito de comprar carne fresquinha (afirmação estranha) mas a tal coisa de ter que esperar muito pela minha vez é uma chatice. Acho que tenho que fazer uma terapia qualquer para aprender a esperar calmamente (mas não sou fura filas) sem entrar em stress psicológico.

 

Adiante, ainda esperei uns bons 10 minutos (tanto), porque a Sra da frente levou quase 50 Kg de carne. E atrás de mim ainda estava um jovem. Ora quando eu estava a pagar, estava ele a ser atendido, e foi assim:

 

Sr da faca: Ora faz xavor de dizer...

Jovem: Bifes de vaca?!

Sr da faca: Alcatra, vazia...

Jovem: A Alcatra tá a como??

Sr da faca: 10,79€

Jovem [irritado]: Oiça, vá roubar pa outro lado...

 

E pronto, foi pregar para outra freguesia. Confesso que fiquei um pouco boquiaberta, mas enfim... A vaca está cara, é o que é...

link do post Pra lá das 5, às 20:26  comentar

11.3.10

 

Adoro sempre que me ligam daqueles inquéritos para saberem se estamos satisfeitos e tal. É certo que se vermos bem, através dessas chamadas podem ser melhorados serviços, no entanto acho uma seca e uma valente perda de tempo.

 

Ora ligaram duas vezes, das quais não pude atender, mas à terceira foi mesmo de vez. Era do banco, e em vez de me dizerem que alguém tinha depositado 50 000€ e mais não sei quanto de juros, afinal queriam perguntar qualquer coisa dos balcões.

 

A minha voz já de si é um pouco a dar para o embagaçado, e com a constipação, e todas estas vias entupidas, fica pior. Então as conversas telefónicas com desconhecidos são do melhor.

 

Primeira chamada:

- Boa tarde, o meu nome é (qualquer coisa) e estou a ligar do departamento de qualidade de apoio ao cliente do banco tal e tal, como está o Sr.? Seria possível falar com a Sra D. M.

 

Como estava no super mercado entre as frutas e as batatas e não me estava a apetecer perder tempo ali, e também não achei a maior das graças à 'troca',

- Oh boa tarde, pois a minha esposa de momento não está aqui, foi ao cabeleireiro e demora sempre uma eternidade, mulheres... telefone mais daqui a 2 horas, pode ser que ela já esteja...

 

Segunda chamada:

- Boa tarde, blá blá blá, seria possível falar com a Sra D M?

 

Outra vez? Deu-me vontade de dizer que "Olhe, ela fugiu e não volta", mas como era outra queriducha, e a situação já estava mais calma lá se falou do atendimento ao balcão...

 

Já não se pode estar entupida.. 

link do post Pra lá das 5, às 17:30  ver comentários (2) comentar

10.2.10

Jennifer Aniston

 

Não tenho por hábito andar a ouvir a conversa das outras pessoas, mas esta chamou-me a atenção.

 

Amiga 1: Não foste àquela loja nova hoje?

Amiga 2: Sim, mas não encontrei bem aquilo que procurava. Queria assim uma blusa justa, e com um decote grande, pó Alexandre ver bem o tamanho delas. E comprei outra igual a esta que tenho vestida, mas em amarelo.

 

Ora pois que tive de olhar, para ver a blusita que a tipa tinha comprado.

 

Amiga 3: Ai, é gira, mas não te está apertada?

 

Amiga 2: Eu queria o número abaixo, mas não havia. Acho até que podia estar mais justa.

 


Tentativa de descrição da amiga 2:

A rondar 1,65m uns 17 anos, talvez, não propriamente magra, e a tal blusinha nova que trazia com tanto gosto, ainda a tinha dobrada para dentro na zona da barriga, com o pneu michelin a brotar cá para fora (tipo o orgulho da nação).

E ela ainda queria o número abaixo??? Então havia de parecer uma baleia assassina.

 

Se calhar um bocadinho mais larguita, sem estar dobrada e com o seu tecido adiposo abrigado do frio, seria agradável... digo eu, na minha ignorância.. Não digo com isto que a miúda devia ser anoréxica, mas ao menos apropriar os trapinhos ao corpito que tem, não?!

 

Voltámos aos tempo de "gordura é formosura"?

link do post Pra lá das 5, às 17:05  comentar


 
mais sobre mim
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Leitura do momento
comentários recentes
Muito, muito obrigada :DBeijinho
Muito obrigada :DBeijinho
Muitos, muitos parabéns! :) Beijinho especial ♥
Muitos parabéns minha linda:) pelos dois motivos.T...
Obrigada, vou dando notícias, ainda que com pouca ...
links
blogs SAPO
Protected by Copyscape Duplicate Content Software